IBIAPABA 24 HORAS

IBIAPABA 24 HORAS
A Serra da Ibiapaba em Destaque.
:



Manifestantes seguiram o deputado pelo saguão do aeroporto.
Em nota, parlamentar repudiou o ato.

Um grupo de manifestantes protestou contra o deputado José Guimarães (PT), líder do governo federal na Câmara dos Deputados, jogando cópias de cédulas de dinheiro quando o parlamentar deixava o aeroporto de Fortaleza, por volta das 15 horas, desta quinta-feira (31).
Um vídeo filmado por um manifestante mostra que o parlamentar foi cercado do desembarque até o estacionamento por integrantes de grupo, que gritavam xingamentos e palavras de ordem como “fora PT''. O empresário Éder Holanda disse que o protesto foi organizado pelo grupo “Até ela cair'', do qual faz parte, e que, segundo ele, é contra a corrupção e a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Holanda afirma que a “chuva de dinheiro'' foi uma referência ao escândalo dos “dólares na cueca”, quando um assessor do deputado foi flagrado no aeroporto de Congonhas (SP), portando dinheiro em uma mala e na cueca, em 2005. Em 2012, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) inocentou o deputado das acusações de envolvimento no caso.
Em nota, Guimarães repudiou a manifestação que chamou de ''atos de violência e vandalismo cometidos por um grupo de neofascistas''. “O episódio é mais uma passagem lamentável do atual momento da política brasileira, marcada pelo ódio, pela perseguição e pela intolerância às posições divergentes”, diz a nota.

Leia na íntegra a nota do deputado:
"O deputado federal, José Guimarães, líder do governo Dilma na Câmara, vem a público manifestar seu mais veemente repúdio aos atos de violência e vandalismo cometidos por um grupo de neofascistas que o cercaram no momento de sua chegada a Fortaleza, no aeroporto Pinto Martins.
O episódio é mais uma passagem lamentável do atual momento da política brasileira, marcada pelo ódio, pela perseguição e pela intolerância às posições divergentes.
Conforta-me saber que aqueles que me agridem são os mesmos que veneram defensores da ditadura militar e suas atrocidades. Não me deixarei abater por agressores sectários. Enquanto alguns estavam no aeroporto para me agredir, milhares estavam esperando na Praça do Dragão do Mar.
Sou forjado na luta, em mais de 30 anos de vida pública, sempre com muita coragem e trabalho. Assim como me atacam de forma covarde - da mesma forma que atacaram personagens do calibre do ministro Teori Zavascki e do jornalista Juca Kfouri, entre outros - atentam contra a democracia e a legalidade.  Também por isso, jamais me curvarei"


Fonte: G1 Ceará

Advertisement

0 comentários:

Postar um comentário

ibiapaba24horas@gmail.com

 
Top