IBIAPABA 24 HORAS

IBIAPABA 24 HORAS
A Serra da Ibiapaba em Destaque.
:


 O casal foi detido com a mesma munição utilizada no ataque contra o 23º DP, em Caucaia. Além disso, com eles foram apreendidos um galão de combustível e adesivos do Comando Vermelho.

A Polícia Civil prendeu um casal suspeito do ataque contra o 23º Distrito Policial (DP), ocorrido no dia 5 de abril, em Caucaia. O homem e a mulher foram detidos com drogas, espingarda e a mesma munição utilizada na ação. Além disso, a dupla é investigada por suposto envolvimento nos incêndios criminosos registrados nas últimas semanas no Ceará.
Mayandreson Araújo Albuquerque, 24 anos, e Fernanda Keller Cavalcante Lima Silva, 20 anos, foram presos na última segunda-feira, 18, na Granja Lisboa. Com eles, foram apreendidos 116,65 kg de maconha, 910 gramas de crack, uma espingarda calibre 12 com 15 munições, uma munição calibre 380, um Celta, três tablets, dois notebooks, uma balança de precisão, dois celulares, uma quantia de R$ 59, um galão de combustível vazio com mangueira e 1.200 adesivos do Comando Vermelho. 

A prisão foi realizada pela Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), e os dados foram apresentados na manhã desta terça-feira, 19, na Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), que continua as investigações sobre a dupla. 

Segundo o diretor da DCTD, delegado Sérgio Pereira, a munição 380, apreendida com o casal, foi a mesma utilizada no ataque contra o 23º DP. A delegacia foi alvejada com mais de 20 tiros que indicaram o uso de pistolas .40 e 380. O galão de combustível, bem como os adesivos da facção criminosa, apontam para o envolvimento da dupla em incêndios registrados nas últimas semanas contra ônibus e antenas de telefonia. 


Os dois foram autuados por tráfico de drogas, associação ao tráfico e posse ilegal de arma de fogo. Mayandreson já respondia na Justiça por duas tentativas de homicídio, porte ilegal de arma de fogo e posse ilegal de arma de fogo. Fernanda não possuía antecedentes criminais. 

Ataques

Ações contra antenas telefônicas, ataques contra bases policiais e ameaças de bomba têm sido registrados na Capital e no Interior. O último caso foi registrado na madrugada de sábado, 16, quando quatro homens atearam fogo na sala de controle de uma antena de telecomunicações, no bairro Vila Manoel Sátiro. 

Uma das motivações apuradas pela Polícia Civil seria a reação ao projeto de bloqueio de celulares nos presídios, apresentado pelo governador Camilo Santana (PT) e aprovado pela Assembleia no dia 11 de março. Com a lei, as operadoras são chamadas a assumir a responsabilidade pelo bloqueio do sinal.


Redação O POVO Online com informações do repórter Thiago Paiva



Advertisement

0 comentários:

Postar um comentário

ibiapaba24horas@gmail.com

 
Top