IBIAPABA 24 HORAS

IBIAPABA 24 HORAS
A Serra da Ibiapaba em Destaque.
:



 O serviço do Uber tem gerado muitas reclamações de taxistas em outras capitais. Para o sindicato no Ceará, trata-se de uma concorrência ilegal
  
om previsão para chegar a Fortaleza ainda neste ano, o aplicativo de caronas pagas Uber já está selecionando motoristas que desejem oferecer o serviço. O app começou a funcionar no Nordeste na semana passada.
O serviço, que já é utilizado em grandes capitais do país, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, foi criado em 2009, na Califórnia (EUA), mas só chegou ao Brasil em 2014. A ideia é a de oferecer um serviço de qualidade, mas com tarifas de até 40% mais em conta que os táxis.
Presente em 59 países e em mais de 250 cidades, a Cidade do México foi a primeira da América Latina a regulamentar o serviço. Os motoristas passaram a pagar taxas anuais para serem autorizados a oferecer o serviço. Já em Nova York, os famosos táxis amarelos já são minoria frente aos carros luxuosos do Uber.
No Brasil, o Uber está presente nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Goiânia, Porto Alegre, Guarulhos, Curitiba, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. Em janeiro deste ano, o serviço iniciou em Campinas (SP), sendo a primeira cidade de interior a receber o app no país.
Na capital cearense, três reuniões em hotéis na Avenida Beira Mar foram realizadas em março. Segundo um motorista que participou dos encontros, mas que não quis se identificar, a intenção das reuniões, entre os representantes do Uber e os motoristas, é a de explicar funcionalidades básicas. Ou seja, como o serviço deve funcionar e a documentação necessária para serem selecionados.
Os motoristas recebem a solicitação de presença via mensagem de texto no celular ou e-mail. De acordo com o motorista, o aproximadamente 200 pessoas chegaram a participar das reuniões.



Briga na Justiça
Em abril do ano passado, a Justiça de São Paulo determinou a suspensão liminar do aplicativo Uber em todo o país. No entanto, em maio a liminar foi revogada e a determinação ficou válida somente ao estado de paulista.
Entenda mais sobre o aplicativo:
·         Como se credenciar como motorista?
Para se tornar um dos motoristas do serviço, é preciso ser motorista profissional. Ou seja, possuir carteira de habilitação para exercer a atividade de forma remunerada. Com esse pré-requisito, o motorista precisa se credenciar no site do aplicativo, informando dados pessoais, e esperar a avaliação de aceitação da companhia.
Já para aqueles que optarem por participar do Uber Black, serviço de melhor qualidade da companhia, além de todos os pré-requisitos já mencionados, o motorista precisa possuir um carro sedã de luxo com bancos de couro e ar-condicionado.
·         Como solicitar uma corrida?
Para solicitar uma corrida, o usuário precisa baixar o app em seu smartphone, cadastrar-se usando o número do cartão de crédito, indicar o local de destino e chamar o motorista. Após a corrida, o cliente também tem a oportunidade de avaliar o motorista no próprio aplicativo após o uso, concedendo nota de uma a cinco estrelas.

Contradições
Por oferecer um serviço um pouco diferente aos táxis, o Uber despertou preocupação e críticas de taxistas ao redor do mundo, já que é comum que o trabalho de taxista seja regulamentado por algum órgão do governo, com licenças que podem custar um bom dinheiro ao motorista.
No Brasil, pelo número de licenças e documentações necessárias parar exercer a função, existe um mercado informal de aluguel de licenças que movimenta atualmente muito dinheiro, conhecido como “táxis piratas”.
Apesar da facilidade, o serviço tem causado bastante discussões entre os taxistas tradicionais. Segundo o presidente do sindicato dos taxistas (Sinditaxis), Vicente de Paula, o Uber estaria agindo de maneira ilegal ao cobrar por corridas sem ter a licença apropriada e, assim, tornando-se mais um concorrente ilegal que prejudica o trabalhador formal.
“Consideramos que o Uber é mais um transporte pirata que vem prejudicar uma categoria credenciada. Sem pagar por licenças e credenciamentos necessários eles acabam por prejudicar, de forma ilegal, toda uma categoria estruturada”, ressalta.
Para Vicente de Paula, o serviço oferecido pelo aplicativo já está sendo ofertado pelos taxistas credenciados. “Todo o serviço que o Uber faz nós já estamos fazendo há um bom tempo. Temos profissionais de terno e gravata, atendimentos personalizados para vips. E tudo isso com as mesmas tarifas”, explicou o presidente do sindicato.

Taxas
Em Fortaleza, de acordo com a Prefeitura de Municipal, o quilômetro rodado de táxi custa em média R$ 2,13 (bandeira 1) em dias úteis, das 6h às 20h e aos sábados de 6h às 13h. A partir desses horários, os taxistas são autorizados a cobrar bandeira 2, que em dias úteis o quilômetro rodado custa R$ 3,20, e também aos sábados após às 13h e domingos.
Já quem opta pelo aplicativo Uber tem uma tarifa bem abaixo da média estipulada pelos taxistas tradicionais. Enquanto o preço do quilômetro rodado em táxis ultrapassa os R$ 2,00, no Uber o Km custa em média R$ 1,43 e R$ 0,35 por minuto. Quem escolhe o serviço UberBlack, desembolsa um valor um pouco maior:  R$ 2,42 o km e R$ 0,40 por minuto.


Concorrência é boa
Enquanto a discussão entre taxistas e motoristas do Uber ainda permanece quente, para o consumidor a concorrência pode parecer uma excelente alternativa. Segundo o advogado Victor Cavalcante, que utiliza com frequência táxis, a presença do serviço na capital cearense deve facilitar para o consumidor.
“Uso táxi algumas vezes por semana e confesso que eles já incorporaram serviços que o próprio Uber oferece. Mas a presença deles aqui será importante, pois aquecendo a concorrência ambas as parte começam a melhorar os serviços e isso é bom para o consumidor”, destaca.
Fonte: Tribuna do Ceará






Advertisement

0 comentários:

Postar um comentário

ibiapaba24horas@gmail.com

 
Top