IBIAPABA 24 HORAS

IBIAPABA 24 HORAS
A Serra da Ibiapaba em Destaque.
:



Traficante "Noênio" foi preso pela Polícia Civil quando tentava fugia da Favela Pau Fininho

“Promoveram um tribunal , e ela foi julgada e condenada  com a lei mais rigorosa, a de Talião, que era a  do dente por dente, olho por olho”.
A declaração é do delegado de Polícia Civil, Hélio Marques de Carvalho, titular do 15º DP (Cidade 2000), que investiga a sessão de tortura e mutilações sofrida por uma adolescente de 16 anos, identificada apenas por Adrian. A garota passou dois dias sendo torturada por bandidos a mando de um traficante da Favela Pau Fininho, no bairro Papicu, zona Leste de Fortaleza,e  que se diz membro da facção PCC.
Adrian teve a mão esquerda decepada a golpes de faca e quatro dedos da mão direita  também arrancados com uma tesoura. A sessão de crueldade só terminou na madrugada de segunda-feira última (16), quando dois pastores evangélicos souberam do caso na favela e foram até lá pedir aos criminosos que poupassem a vida da garota e a libertasse. Em seguida, ela foi arrastada pelos  becos da favela e deixada próximo a uma lagoa, já na comunidade do Gengibre, sendo resgatada por uma equipe do Samu e levada para o Hospital Geral de Fortaleza (HGF).
Segundo as investigações da Polícia Civil, as torturas teriam sido ordenadas por um traficante  identificado como Manoel de Sousa Filho, conhecido como “Noênio”, que  acabou preso quando fugia da favela, subindo num caminhão de mudanças na Avenida Alberto Sá, ainda no mesmo bairro.
Crueldade
Detalhes da investigação revelam que a garota foi torturada por ter sido acusada de ter furtado uma arma  de fogo (pistola) do traficante. Adrian é moradora de rua, vive em situação de risco e prostituição e estaria sendo acompanhada pelo Conselho Tutelar do Papicu. No entanto, perambulava pela favela e fazia programas sexuais em troca de dinheiro ou drogas.
Num desses “programas” com um adolescente, Adrian teria tido acesso ao barraco onde estava a pistola do traficante,  e acabou furtando a arma.
Ao descobrir que sua arma fora levada por Adrian, o traficante ordenou aos membros da sua quadrilha que fossem procurá-la. Adrian passou a ser torturada ainda no sábado (14) depois de ser encontrada pelos bandidos na casa de um namorado, na Comunidade do Gengibre.
“Ela chegou a dizer que a arma estava com um tal de ‘Nego Brown’, mas ele provou que não era verdade. Então, ela continuou sendo torturada lá em cima do Morro Santa Terezinha e teve a mão esquerda cortada a faca pelo próprio “Noênio”. A namorada do traficante também participou do crime e usou uma tesoura para arrancar quatro dedos da mão direita da garota e também cortar seus cabelos”, diz o delegado.
Mãe presa
Ainda de acordo com a Polícia, na casa da mãe do traficante foram apreendidos um adolescente e a namorada do bandido, que participaram da tortura. Outros suspeitos fugiram com a ajuda da mãe de “Noênio”,m que desacatou os policiais civis e também foi presa.
Adrian permanece internada em estado grave, sob proteção da Polícia. 

Fonte: Blog do Fernando Ribeiro

Advertisement

0 comentários:

Postar um comentário

ibiapaba24horas@gmail.com

 
Top