IBIAPABA 24 HORAS

IBIAPABA 24 HORAS
A Serra da Ibiapaba em Destaque.
:




Menina de oito anos foi abordada por um homem em um carro preto

Pais de alunos da Escola Municipal Marcos Valentim Pereira de Souza, na rua Freire Alemão, na Serrinha, se aglomeravam em frente à instituição de ensino, na tarde de ontem, aguardando os filhos, ansiosos e temerosos com o caso de uma aluna de oito anos que foi raptada em frente à escola. A criança foi levada por um homem em um carro preto, mas conseguiu fugir.

Segundo a Polícia Civil, a vítima foi abordada por um homem no momento em que chegava à escola, pela manhã. A aluna foi colocada dentro de um automóvel, mas conseguiu escapar. A menina teria conseguido abrir a porta do carro, correr e pedir socorro em uma residência, ainda nas proximidades do colégio. Pela agenda escolar da criança, que tinha os contatos dos familiares, os parentes foram acionados e conseguiram buscar a garota acompanhados da Polícia.

Conforme a nota da Polícia Civil, a investigação do caso está com a Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa). O criminoso fugiu e foi registrado um Boletim de Ocorrência. Policiais estavam em diligência.

O POVO apurou que uma testemunha viu a menina entrando no veículo. Em frente à escola, há residências e comércios com câmeras de segurança e a Polícia teria solicitado as imagens.

A tia da estudante passou a manhã de ontem na escola acompanhando o trabalho dos policiais civis. A menina seria ouvida e atendida por psicólogos na Dececa. Até o fechamento da edição, não havia informações sobre a identificação do homem que levou a menina.

Medo

O POVO esteve na escola e o clima entre os pais era de medo e insegurança. A maioria chegou mais cedo para pegar as crianças. Francisca Aline Oliveira, 30, era uma delas. “Tô esperando a minha filha. Ela tem oito anos. Fiquei preocupada e vim mais cedo pegar a menina”, comentou.

A mãe de uma criança, Jocy Geordana, disse que não se sente segura em deixar a filha na instituição de ensino. Outra mãe relatou que houve um caso de outra criança, do infantil, que teria saído da escola, sem que ninguém percebesse. “Conversei com a mãe dela, estava muito nervosa no dia”, diz.

Pais mencionaram ainda que, no momento do reforço, as crianças só podem entrar quando começam as aulas e, se houver atraso de professores, os alunos têm que permanecer do lado de fora da escola. Os pais reivindicam uma fiscalização mais rígida e presença de vigilantes na entrada para observar o que acontece na calçada da instituição e inibir algum tipo de ação criminosa ou rapto. Conforme os pais, os problemas já foram relatados à direção da escola, mas nada mudou.

A Secretaria Municipal da Educação (SME) informou que não se pronunciaria sobre o rapto da aluna nem sobre os problemas relatados pelos pais, pois o crime não aconteceu nas dependências da escola.

Por Jéssika Sisnando/O Povo


Advertisement

0 comentários:

Postar um comentário

ibiapaba24horas@gmail.com

 
Top