IBIAPABA 24 HORAS

IBIAPABA 24 HORAS
A Serra da Ibiapaba em Destaque.
:



Sem conseguir atendimento pelo Issec, funcionários do Estado enfrentam longas esperas 

Beneficiários do Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará (Issec) ainda enfrentam dificuldades para realizar exames e consultas. Relatos dão conta de pacientes idosos que tentam atendimento há mais de um ano. Por meio de nota, a Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag) disse que o Issec tem liberado os procedimentos "priorizando os considerados de urgência e emergência”. 

Em outubro de 2017, O Jornal O Povo mostrou que os servidores já não conseguiam ter acesso aos serviços de saúde que devem ser concedidos pelo benefício. A situação não mudou de lá para cá. A servidora Francisca das Chagas Feiras, de 69 anos, conta que, desde agosto de 2017, tenta realizar um exame de Endoscopia. “Tenho cirrose e diabetes. Preciso muito deste exame e eles não autorizam”, lamenta. 

Para o servidor Luiz Alves de Freitas, 73 anos, a demora traz riscos. Ele aguarda autorização para um exame simples como a taxa de colesterol e consultas médicas para acompanhar os problemas ocasionados pela cirrose hepática, desde outubro de 2016. No entanto, não consegue a liberação. 

A peregrinação é a mesma para o servidor Alexandre da Silva, de 67 anos, que aguarda pela cirurgia da esposa, de 69 anos. “Ela já está há cinco meses nessa luta”, relata a necessidade de realizar o procedimento que trata uma doença na córnea do olho. 


Falta recurso 

Em outubro de 2017, o Governo liberou verba de R$ 11 milhões para a entidade destinar ao atendimento de urgência e emergência. Medida, no entanto, não abarca as necessidades dos servidores nos casos de exames e consultas médicas. A coordenadora do Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos Estaduais do Ceará (Fuaspec), Rita de Cássia Gomes, explica que o repasse não é o suficiente para atender a demanda. 

“O recurso diminuiu em consultas e exames. Quando o servidor precisa usar, diz que a cota encerrou. Tem muito servidor passando por situação difícil”, destacou cobrando medida do Estado. De acordo com a Seplag, "a rede hospitalar credenciada encontra-se em pleno funcionamento para atender as demandas", disse em nota. 

De janeiro até a manhã dessa quinta-feira, 26, foram atendidos 41.270 beneficiários, totalizando 95.100 procedimentos em saúde ao custo financeiro de R$ 7.025.166,26, aportados pelo Governo do Estado, segundo a pasta. 

Saiba mais 

Em fevereiro deste ano, o Governo anunciou que passará a cobrar contrapartida dos servidores para manter o plano. Nova regra ainda não é aplicada. A Lei nº 16.530 de 2 de abril de 2018, publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), em 4 de abril de 2018, propõe a reorganização do Issec e institui o Fundo de Assistência à Saúde do Servidor (Fassec), que será administrado pelo Issec. 

As diretrizes do novo Issec estão sendo tratadas pela própria autarquia vinculada à Seplag. Até então, o serviço de assistência à saúde do servidor é concedido pelo Governo do Estado sem contribuição direta dos beneficiários e mantido pelo tesouro estadual. 

Fonte: O Povo

Advertisement

0 comentários:

Postar um comentário

ibiapaba24horas@gmail.com

 
Top