IBIAPABA 24 HORAS

IBIAPABA 24 HORAS
A Serra da Ibiapaba em Destaque.
:



Vereadores e servidores recebiam diárias ilegais por viagens que nunca ocorreram, segundo as investigações 

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através da Promotoria de Justiça da Comarca de Capistrano, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e do Núcleo de Investigação Criminal (NUINC), e a Polícia Civil deflagraram, na manhã desta sexta-feira (8), a operação Day Off, de combate a crimes contra a administração pública em Capistrano. 

Na ação, foi iniciado o cumprimento de 12 mandados de busca e apreensão e de seis mandados de prisão preventiva nas cidades de Capistrano e Maracanaú. Os mandados de prisão foram concedidos pelo juiz de Direito da Comarca de Capistrano e se destinavam a quatro vereadores, a um servidor da Câmara Municipal de Capistrano e a uma funcionária da União dos Vereadores do Ceará (UVC). 

Os mandados são referentes a procedimento investigatório criminal instaurado na Promotoria de Justiça da Comarca de Capistrano, com auxílio do GAECO, e que investiga a prática de crimes de peculato, falsidade ideológica e documental, com características de organização criminosa, na concessão de diárias a agentes políticos e servidores da Câmara Municipal de Capistrano. 

A investigação revelou indícios de que vereadores e servidores da Casa Legislativa, através de procedimentos fraudados instruídos com documentos falsificados, recebiam diárias ilegais por viagens que, de acordo com os elementos apurados, nunca ocorreram. 

As buscas e apreensões ocorreram nas residências dos investigados e na Câmara Municipal de Capistrano. 

Ontem (7), o Gaeco, o Ministério Público de Tauá e a Polícia Civil realizaram uma operação na Prefeitura Municipal de Tauá, na Região dos Inhamuns, onde gestores públicos foram afastados dos cargos. 
Fonte: Cnews

Advertisement

0 comentários:

Postar um comentário

ibiapaba24horas@gmail.com

 
Top