IBIAPABA 24 HORAS

IBIAPABA 24 HORAS
A Serra da Ibiapaba em Destaque.
:

Cancão era procurado pela Polícia há mais de 10 anos e nunca havia sido preso

Cearense nascido na cidade de Independência, Antônio Mardônio Lopes Alves, o Cancão, foi preso com um disfarce semelhante à aparência do narcotraficante colombiano Pablo Escobar. A prisão dele aconteceu na última segunda-feira, 16, no bairro Montese, em Fortaleza. 


Apontado como responsável por ataques a carro-fortes, Cancão era procurado pela Polícia há aproximadamente 10 anos, e sempre conseguia fugir. Na fotografia divulgada na lista da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) dos mais procurados, que era a mesma identidade original, ele apresentava cabelos curtos e não usava barba ou bigode. 




COLETIVA

Na coletiva de imprensa apresentada, nesta terça-feira, 17, na sede da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), pelo delegado Ricardo Romagnolli e pelo tenente-coronel Cícero Henrique, a informação é de que denúncias auxiliaram na prisão de Mardônio. Ele é investigado como uma liderança de determinada facção criminosa originada no estado de São Paulo.

Levamentamentos apontam que ele teria forte ligação com criminosos que estão dentro do sistema penitenciário. O que deve gerar uma investigação para descobrir mais envolvidos nos ataques. De acordo com o tenente-coronel Cícero Henrique, Mardônio não resistiu à prisão. Ele apresentou o documento falso, mas depois confessou se tratar de Cancão.

Mardônio estava acompanhado de duas pessoas, mas ao checar os nomes, a Polícia não encontrou nenhum tipo de mandado em aberto para os outros. Segundo o delegado Ricardo Romagnolli, além do crime do uso do documento falso, que ele foi autuado em flagrante. Houve o indiciamento na lei das organizações criminosas. 

Cancão nega participação das facções, mas a Polícia tem levantamentos que apontam ele como uma liderança. Polícias de outros estados onde Cancão também é investigado estão em contato com as forças de segurança do Ceará no intuito de unir todos os crimes pelos quais ele é acusado.


Por Jéssika Sisnando/O Povo



Advertisement

0 comentários:

Postar um comentário

ibiapaba24horas@gmail.com

 
Top